Menu

[Resenha] Anjo Negro, de Mallerey Cálgara

Na antiga Londres do Séc. XVII rondava um boato que as ruas noturnas eram tomadas por seres devoradores de almas, os Parasitas, e que os Potestades tinham o dever de colher essas almas e encaminhá-las para o descanso. Para cada dez mil almas recolhidas uma era resgatada do Umbral. Poucas pessoas conseguiam ver esses seres, apenas aquelas que possuíam um poder espiritual altíssimo e, dentre elas, estava alguém que teve a sua humilde vida transformada, quando não acreditou nos boatos e passou a circular à noite nas ruas da cidade.

Comprar: Saraiva
     A resenha de hoje é sobre o livro Anjo Negro, escrito pela parceira do blog Mallerey Cálgara, o livro foi me enviado pela mesma.

     Anjo Negro é um livro sem rodeios, toda a estória é contada rápida e sem enrolação, achei isso um máximo, gostei bastante logo de cara. Tendo como protagonista Darian, um Neefilins nascido a partir de uma paixão proibida de um anjo com um humano. Por ser um Neefilins, o mesmo possui acesso livre aos dois mundos: humano e dos espíritos. Íbis, o senhor do inferno quer de todas as formas Darian ao seu lado, para que o mesmo lute no seu exercito na grande batalha entre anjos e demônios que esta por vim.

     Nessa empreitada, Darian conhece seu anjo da guarda Hadji, uma caçadora de demônios ou melhor uma Potestades. Até ai tudo bem, mais só que o mais interessante está por vim. A mãe de Darian era um anjo, mais como assim era? Quando ainda possuía o poder de anjo, a mesma tinha permissão de vim a terra e tomar a forma humana, só que o “pior” aconteceu, ela se apaixonou e engravidou de um humano ai a casa dela caiu =D, Deus “aquele que possui livre arbítrio” vendo ela nesta situação, resolveu tirar os poderes de anjo que a mesma possuía, após este feito a mesma começou a usar o nome de Bridget. Depois do nascimento de Darian, Bridget começa a ter alucinações e se suicida, indo então para o “famoso” inferno, exatamente para o Vale dos Suicidas.

     Darian se torna um caçador de demônios e resgatador de almas que ficam vagando pela terra, essas almas são colocadas em uma caixa que lhe foi presenteado pelo Arcanjo Miguel. Íbis vendo que Darian se sente muito triste por saber que sua mãe está sofrendo, resolve lhe fazer uma proposta:
-Dê todas as almas recolhidas nessa caixa para Cérbero, o cão de três cabeças que vigia a porta do inferno, em troca da alma de sua mãe. Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa.
Pág. 76
      O livro possui alguns meros erros, mais nada que estrague a estória. O enredo é maravilhoso, a narrativa também. Mallerey Cálgara possui um grande talento, espero continuar lendo livros de sua autoria.

     Traição, desconfiança, paixão são elementos que são encontrados ao longo de todo o livro. Não devo esquecer que os lugares e personagens são bem detalhados. A capa também chama bastante atenção, me apaixonei, tem tudo a ver com o livro.

     Antes de finalizar devo acrescentar que o final é que me impressionou, claro que não vou dizer o que acontece, mais pode ter certeza que vocês irão ficar chocados assim como eu fiquei, só devo dizer o seguinte: Mallerey Cálgara você arrasou J

3 comentários:

  1. Oi ..

    Ainda não vi muitas resenhas desse livro pela blogosfera, mas a sua me deixou bem curioso.
    Esse livro parece ser interessante, legal .. Quem sabe eu o leio mais pra frente :)

    Ótima resenha!

    João Victor
    http://www.amigodolivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ficou ótima sua resenha!Parabéns!! Muito obrigada por me ajudar a divulgar o meu livro. Fica com Deus!!!
    Bjussssss

    ResponderExcluir